Viajar é a única coisa que te deixa mais rico.  Viajar tira você da zona de conforto, supera seus limites. Viajar faz com que você se conheça melhor, conheça outras culturas. Torna você mais tolerante, mais culto. Quando tentamos explicar porque gostamos de viajar é difícil não ser clichê. Tento aqui explicar o por quê gostamos tanto de viajar de forma mais inerente possível.

1. Viajar te torna uma pessoa mais grata. Adoro o sentimento de gratidão que sinto quando estou em um lugar mais “pobre” que o meu. É impossível não se sentir agradecido por tudo que você tem, principalmente por coisas básicas como água, paz, respeito entre homens e mulheres.

540583_10201050309925818_643679921_n

2. Viajar te torna mais patriota. Sentimos um imenso orgulho de morar no Brasil, um país feliz, tropical e bonito por natureza principalmente quando viajamos. Quando a gente mora fora do Brasil, a gente tem mais orgulho de ser brasileiro, de falar do nosso país, de vestir a camisa. Sinto que renasce um patriotismo.

Morar no Brasil é ruim mas é bom. Morar fora é bom mas é ruim. Eu morei fora mais de um ano e percebi que apesar de ser muito legal a experiência, eu amo morar aqui. Muita gente me perguntou “por que não ficou lá?“.  É difícil responder à esta pergunta. Eu poderia ter ficado. Eu tive oportunidade mais de uma vez de morar fora. Mas eu não quis. Os laços afetivos são muito fortes.

526977_10201784947931309_291381684_n

3.Viajar te torna mais amável, mais gentil. Como não conhecemos nada nem ninguém, dependemos muito da boa vontade dos outros. Sorrimos mais na esperança de que alguém nos ajude, falamos mais “com licença”, “obrigado”, pedimos gentilmente para que repita o que não entendemos. Como você vai depender da gentileza dos outros para muitas coisas, o melhor de si surge e, mesmo que seja por alguns dias, você se torna uma pessoa melhor.

544618_10200980710545877_632265263_n

4.Viajar te torna mais corajoso. “O que dá valor à viagem é o medo”. Não fui em quem disse isso, foi Albert Camus, mas eu concordo.  Estar longe dá medo, o que te torna mais corajoso. Você vai ter que falar em inglês. Você vai ter que ser sem vergonha e pedir para que tirem uma foto sua. Vai ter que andar de metrô por ruas desconhecidas.

Eu lembro até hoje, que quando eu morava no Campus da faculdade eu ia ao mercado toda semana com uma mala de rodinha pequena, para voltar com as compras. Mas teve um dia que estava nevando tanto que eu fiquei sentada fora do mercado esperando a neve passar, por horas, até que eu pedi carona para uma funcionária da universidade quando a vi. Óbvio que sai da zona de conforto, morri de vergonha, mas tive coragem e fiz. Foi uma sensação bacana quando ela disse “Sure”.

7666_10200969843314203_274855741_n

Mas a maior gratificação de viajar vem com a distância,  com o que acontecce com nosso psicológico quando estamos longe.

5. Viajar transforma você em uma pessoa que consegue enxergar a si mesmo pelos olhos de um estranho. Porque você é o estranho. Você é o diferente. Ninguém sabe quem você é, sua família. Grandes distâncias trazem grandes mudanças, que te trazem grandes memórias, lembranças e uma sensação de liberdade,superação, felicidade.

Hoje estou indo viajar para Europa. Viajo porque gosto, mas volto porque te amo, Brasil.

300023_10200191434134460_1772888131_n