A melhor forma de conhecer Okinawa é alugando um carro, porem brasileiros não podem dirigir no Japão mesmo com habilitação de motorista internacional. Okinawa não tem metrô, somente o monorail (monotrilho), taxi ou Hip Hop Bus.

Nos dois primeiros dias recomendo pegar os tours do Hip Hop Bus. Como escrevi nesse post, fiz o tour B e o tour D, que para nos principais pontos turísticos.

Nos outros dois dias recomendo:

Dia 3 – Ferry para Zamami Island

As Ilhas Kerama são um grupo de pequenas ilhas no Mar da China Oriental. Localizadas cerca de 40 km de Okinawa, as Ilhas Kerama são famosas devido à sua natureza, praias de areia branca e águas azuis claras, ideais para banhos de sol, mergulho e snorkel. De janeiro a março, as ilhas são um destino popular para a observação de baleias.

Kerama consiste em 36 ilhas, das quais apenas quatro são habitadas, incluindo as duas maiores ilhas, Tokashiki e Zamami.

Em um dia, você pode pegar o ferry para Zamami, no porto! Tem dois tipos de ferry, o mais rápido, que chega em 50 minutos ou o mais devagar que leva umas duas horas. Fui de ferry rápido e voltei com ferry devagar, que é um pouco mais barato e balança bem menos.

Booking.com

Em Zamami, tem duas praias que dá para você conhecer andando a partir do porto. Também tem tours para observação das baleias, que você pode comprar lá mesmo.

Dia 4 – Shuri Castle, Shikina-em, Kokusai Dori, Tropical Beach e American Village

Nesse dia você pode ir ate o Castelo de Shuri (estação Shuri do monorail), que pegou fogo em 2019 mas ainda tem algumas ruínas lá. É interessante conhecer, por ser um lugar que foi devastado e reconstruído durante a guerra e foi a residência durante o reino de Ryukyu.

Depois você pode andar até o Shikina-en, que é um jardim lindo, com um lago e casas típicas tradicionais de Okinawa. Para entrar custa 400 yenes.

À tarde, você pode almoçar na Kokusai Dori (estação Makishi do monorail), que é a Rua principal de Naha. Nessa rua tem varias lojas de souvenirs, restaurantes e comércios.

Uma praia bonita que vale a pena conhecer é a Tropical Beach, que fica em frente do Centro de Convenções de Okinawa. Fui de ônibus e tem um ônibus que para em frente do Centro. Lembrando que a praia fica “fechada” no inverno e não se pode banhar porque não tem salva vidas. Essa praia é linda, com mar azul turquesa, areia branca e sem ondas.

Um lugar que é diferente e parece uma Vila Americana, é o American Village, que fica perto da base americana em Okinawa. No American Village, tem lojas, restaurantes americanos, uma praia Sunset Beach, roda gigante e o shopping Aeon. Outro shopping legal é o PARCO que é novo e o AEON Rycom.

O prato típico daqui é o Soba, Taco Rice, Champuru. O Karate nasceu em Okinawa.

Essa é minha sugestão de roteiro de 4 dias em Okinawa. Eu amei. Okinawa é muito diferente do Japão, tem muitas praias, ilhas, natureza e tem outro ritmo de vida. É mais tranquilo, sem muito caos, trânsito e é mais quente que Tokyo. Tem muitos resorts e os turistas vem para descansar e curtir uma praia.

 

PS: Uma das formas de ganhar dinheiro com o blog são com as comissões.  Na sua próxima viagem, compre por esses links, que eu ganho comissão mas você paga a mesma coisa! Se você acha que o blog te ajuda de alguma forma, não custa nada comprar através desse links confiáveis! Muito obrigada 😊

SOBRE MIM

Priscila Kamoi é formada em Administração e Marketing pela Baldwin Wallace University. Trabalhou durante 7 anos no mundo corporativo e após câncer, largou a carreira corporativa para ter uma vida com mais propósito, liberdade e felicidade. Viu o blog como uma forma de unir tudo o que ama: viajar, ler, escrever, fotografar, moda, comer, culturas e pessoas. Já teve seu olhar por 34 países até agora e possui mais de 100 roteiros de viagens.Viajante, empreendedora e nômade digital por opção SAIBA MAIS

Conheça:

Acompanhe o blog no Facebook  / Instagram / Vídeos no Youtube Blog Jornada Kamoi