Somos todos babacas. Todos agressivos. Todos egoístas. Não sei se sempre fomos assim, ou pioramos depois de um tempo. Talvez seja a crise, a incerteza do futuro, as quedas do passado, todas as vezes que quebramos a cara, nos tornamos assim. Não doamos, porque temos medo de não ter no futuro. Não somos legais, porque temos medo de nos machucar.

No mundo corporativo, é cobra comendo cobra. Ninguém confia em ninguém. No trânsito, se alguém bate no seu carro, corta seu carro, ultrapassa seu carro, vira pessoal, você odeia a pessoa. Nos relacionamentos, é uma guerra entre homens x homens, mulheres x mulheres e homens x mulheres. Joguinho, traição, orgulho, não se pode mais ser você mesmo. Não se pode mais ligar no dia seguinte. Temos um machismo escondido por trás das boas maneiras. Por um mundo menos preconceituoso, racista, machista que se esconde por trás das piadas.

IMG_9781

IMG_9770

Nunca estamos satisfeitos, mas não fazemos nossa parte. Se não reclamamos do trabalho, é do governo. Se não é da mulher, é de dinheiro. Um reclama do desemprego, outro que trabalha demais.  Se está quente, criticamos o  calor, se está frio falamos ao mundo que está frio… Porque ser feliz e dizer que está feliz, é estranho demais para um país do coitadismo e vitimismo.

Porém ainda tenho esperanças de um mundo menos babaca…

Em uma das empresas que trabalhei, os massagistas eram todos deficientes visuais (ou seja, cegos). Rolava um evento onde as pessoas podiam perguntar a eles sobre sua rotina, vida, família, tudo! Eu perguntei se ele já foi assaltado um dia, porque ele andava com a cadeira de quick massage todos os dias por ruas perigosas á noite e pegava ônibus. Por incrível que pareça, ele disse que nunca foi assaltado, nem roubado, nem enganado quando dava uma nota de dinheiro maior do que devia. Tomara que seja verdade! Nesse instante, percebi que ainda existem pessoas legais no mundo.  Até os ladrões estão tendo o mínimo de compaixão.

IMG_9786

Conheço uma pessoa (não vou citar nomes )que é muito gentil, meiga,  amável e altruísta. Como se fosse a Amelie Poulan. Uma vez ela bateu o carro e o outro motorista ao invés de sair berrando com ela, ajudou. Um fato interessante é que não vejo pessoas sendo maldosas com ela, ou grossas, ou se aproveitando dela e enganando porque ela é boazinha. Gente ruim, não se cria com gente boa. Não temos que ter medo de ser bons. Fomos criados para nos defender sempre, nos respeitar, não deixar que se aproveite de nós, mas não significa que temos que ser babacas.

Booking.com

Ser bom é difícil, é mais fácil ser ranzinza mesmo. É mais fácil viver dentro dessa crosta que criamos, onde estamos sempre na defensiva, com medo que alguém vá puxar nosso tapete. Se alguém é muito legal conosco em troca de nada, desconfiamos. Se o cara liga no dia seguinte, desconfiamos. Se teu colega de trabalho ou chefe, é legal demais com você, ai tem.

IMG_9784 (1)

Por fim, aqui vai meu manifesto por um mundo menos babaca, menos agressivo, menos ranzinza. Vamos ser mais gentis, altruístas. Seja otimista, ao invés de ser pessimista. Seja feliz, veja o lado bom da vida, seja radiante. Gentileza gera gentileza, pequenas mudanças geram grandes mudanças, mude você primeiro e você vai reparar uma mudança do mundo em relação a você. Porque uma coisa eu sei. A vida é tão justa que todo mundo tem oportunidades. Mas ela é mais justa ainda, que você só planta o que você colhe. Por um mundo melhor.

IMG_9800

ASSISTA AO VIDEO E INSCREVA NO CANAL BLOG JORNADA KAMOI