Olá pessoal, tudo bem? Neste post vou contar para vocês um pouco da minha fascinante viagem à China! Visitei as cidades de Hong Kong, Pequim e Datong.

1.COMO CHEGAR – PEQUIM

De Hong Kong até Pequim fui de avião pela Hong Kong Airlines, que foi o voo mais barato que encontrei. Muito bom o avião, pois era novo e cada poltrona possuía até tomada para carregar celulares e similares. Chegando ao aeroporto internacional de Pequim, o melhor custo-benefício para se chegar ao hotel é o trem expresso. Com uma tarifa de 25 Yuans (CNY) por pessoa, por volta de 12 reais, ele te leva até o centro da cidade e de lá você pega o metrô até o seu hotel. Como eu não gosto de pegar táxi,sempre reservo hotéis ao lado de estações de metrô.

2. HOTEL EM PEQUIM

Na China continental, tudo é bem mais barato que em Hong Kong. Fiquei no Beijing Prime Hotel Wangfujing, que está muito bem localizado. Ele fica próximo à famosa rua Wangfujing, à Praça da Paz Celestial (Tiananmen Square) e à cidade Proibida. Para trocar dólares ou euros em yuans, este hotel oferece uma taxa de câmbio excelente.

Beijing Prime Hotel Wangfujing - Pequim

2. O QUE FAZER EM PEQUIM

Meu primeiro passeio foi a visita à Praça da Paz Celestial, onde há inúmeras atrações. Para entrar na área dessa praça, todos os turistas passam por um rigoroso sistema de segurança, pois na China eles são muito preocupados com ataques terroristas. Até nos metrôs, se você estiver carregando alguma mochila ou mala, você deve passar por uma inspeção. Nesse dia visitei o mausoléu de Mao Tsé-Tung, onde você pode ver o corpo do ex-líder chinês embalsamado. É uma visita rápida, pois todo mundo passa andando sem poder parar para observar e você só pode ver o corpo de longe, sem poder bater fotos.

Mausoléu Mao Tsé-Tung - PEQUIM Monumento em frente ao Mausoléu Mao Tsé-Tung - PEQUIM

Em seguida fui ao Museu Nacional da China, que também está localizado na Praça da Paz Celestial. É um museu muito grande e bem organizado. No entanto, achei seu acervo um pouco pequeno se comparado ao tamanho de sua estrutura. Mesmo assim, recomendo a visita! A parte que achei mais interessante foi a dos presentes recebidos dos líderes de outros países!

Museu Nacional da China - PEQUIM

Saindo do museu, segui para a cidade proibida. Não é à toa que tem o nome de cidade, já que a sua área é gigantesca! Separe umas 3 horas para visitar bem o local. O mais interessante é sua arquitetura, uma vez que pouco pode-se ver dentro das construções, e o que se vê na parte de dentro não é nada exuberante. Ao atravessar a cidade proibida, sua saída está de frente para o Parque Jingshan, onde há um mirante muito bacana no qual pode-se ver toda cidade proibida bem do alto!

Vista da Cidade Proibida, Parque Jingshan - PEQUIM

Entrada Cidade Proibida - PEQUIM Dragão de Bronze Cidade Proibida - PEQUIM Cidade Proibida - PEQUIM

Descendo do mirante, continuei meu passeio indo até o parque Beihai. Este parque é muito bonito, pois há um lago e construções típicas chinesas. Como estava no inverno, o lago estava congelado! Muito bonito!

Parque Beihai - Pequim

Lago Parque Beihai - PEQUIM

Para finalizar o passeio do dia, fui até a rua de bares e restaurantes chamada Hou Hai. Esta rua fica na saída norte do parque Beihai. Como está localizada na beira do lago Hou Hai, à noite fica muito bonita com o reflexo das luzes dos estabelecimentos na água! Vale muitíssimo a pena uma visita a este lugar!

Bares em Hou Hai - PEQUIM

Um passeio imperdível é o da muralha da China, que é considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO. As seções mais visitadas são as de Badaling e de Mutianyu. Preferi visitar a parte de Badaling, pois dizem ser a parte mais grandiosa da muralha. Vá preparado(a) para um grande esforço físico, pois há inúmeras escadarias e trechos bastante íngremes ao andar pela muralha! O passeio é espetacular, tendo somente uma contraindicação a fazer. Ao chegar na muralha, você sobe até lá em um teleférico. Compre a ida e a volta pelo teleférico, pois há uma descida da muralha em um “carrinho” que é a maior pegadinha. Fui achando que seria super emocionante, quase uma montanha-russa…. Mas na verdade estava mais para um carrinho de bate-bate, de tão devagar que ele desce… rs. Detalhe, só a descida nesse carrinho custa 80CNY (por volta de 40 reais)! Fuja desse carrinho! Rs

Muralha da China, BADALING Muralha da China, BADALING (2)

Um local que me surpreendeu bastante foi o palácio de verão. Foi um dos lugares que mais gostei de Pequim. Na verdade ele é um parque enorme com várias construções e um lago grande. Possui algumas lojinhas de souvenir à beira de um pequeno canal que existe logo em sua entrada. Separe umas três horas para visitá-lo, pois vale muito a pena aproveitar sem pressa este local!

Palácio de Verão - PEQUIM Palácio de Verão - PEQUIM (5) Palácio de Verão - Pequim (4) Palácio de Verão - Pequim (3) Palácio de Verão - Pequim (2)

Lago do Palácio de Verão - Pequim Lojinhas no Canal do Palácio de Verão, Lago congelado - PEQUIM

Neste mesmo dia, à noite, fui direto para o parque olímpico para ver as luzes do estádio olímpico (Bird’s nest) e do centro aquático! Após visitar o parque olímpico, passei na rua Wangfujing, que fica próxima ao hotel. Lá experimentei o famoso espetinho de escorpião! É gostoso, parece um peixinho frito! rs

Wangfujing Street - Pequim

Centro Aquático - Pequim

Escorpião em Wangfujing Street - Pequim

Outra atração imperdível é o Templo do Céu. Ele consiste em um complexo de construções ligadas ao taoismo. No passado, os imperadores das dinastias Ming e Qing iam anualmente até ele para orar por boas colheitas. É também considerado um patrimônio da humanidade pela UNESCO. No mesmo dia, visitei o Templo dos Lamas, que é muito bonito, especialmente pelos diferentes budas que se encontram no local. Há budas enormes feitos de madeira, tendo um que chega a medir 18 metros de altura, feito de apenas um tronco de árvore. Esse buda está, inclusive, no Guinness Book.

Templo do Céu - PEQUIM Templo dos Lamas - PEQUIM Templo dos Lamas Buda 18 metros - PEQUIM

4. CLIMA DA CIDADE – PEQUIM

Mas nem tudo são mil maravilhas… Como estive em Pequim no inverno, os níveis de poluição são muito altos. É recomendável utilizar um aplicativo de celular que mede de hora em hora os níveis de poluição da cidade (sim, existe um aplicativo para isso!). Nos dias em que a poluição está muito grande, as pessoas saem nas ruas com máscaras para filtrar o ar. Realmente esta parte é bastante desagradável.

Máscara Poluição - PEQUIM

Máscara Poluição Fashion rsrs - PEQUIM

Propaganda Metrô de Pequim - Poluição Praça Tiananmen - PEQUIM

Texto e Fotos: João Paulo Mercadante

Beliches Trem Datong - Pequim